Login to your account

Username *
Password *
Remember Me

Dúvidas Frequentes

Dúvidas Frequentes

Ar Condicionado sem manutenção aumenta o consumo de energia elétrica em até 30% (trinta por cento). 

É comum a manutenção em equipamento de ar condicionado ser realizada somente quando ele apresenta defeitos.

Quando não se faz a manutenção preventiva o aumento na conta de luz pode chegar até 30% (trinta por cento) mais caro. Vilão no consumo de energia, o ar-condicionado precisa de manutenção no mínimo de 6 (seis) 6 (seis) meses. Caso isso não ocorra, a sujeira acumulada prejudica o funcionamento pleno da máquina o que faz com que ela trbalhe de forma menos eficiente, e assim, consuma mais energia elétrica.

Outro item que merece cuidado na manutenção é o filtro de ar. Por ser o responsável de barrar a poeira e os resíduos, uma simples limpeza com água corrente em um intervalo de 15 (quinze) em 15 (quinze) dias garante um melhor funcionamento. No escritório ou em casa, o hábito da higienização também previne doenças. Principalmente para os Alérgicos, doenças como a Asma e a Bronquite podem ser agravar, caso não haja a limpeza de descontaminação, efetivada por profissionais capacitados.

Os sintomas como Cansaço, Tosse, Tonturas, Pele Ressecada e Coceiras podem ser resultado da dispersão maior de bacterias pelo sistema de refrigeração do ar-condicionado, por isso a manutenção deve ser regular.

Seja pela economia de dinheiro ou pelo cuidaddo com a saúde, manter o seu aparelho de ar-condicionado em boa performance operante e limpo garante maior tempo de vida útil ao aparelho, evita defeitos futuros não programados, mantém a qualidade do ar e proporciona uma vida mais saudável para a sua familia ou colegas de trabalho.

O Consumo de Energia do Ar Condicionado - Mitos & Verdades

Você acha que o ar condicionado é o maior vilão da sua conta de luz? Pois saiba que um aparelho bem instalado, bem dimensionado e utilizado de forma adequada consome menos energia do que o seu chuveiro elétrico, por exemplo.

E pensando nas diversas dúvidas dos consumidores sobre o consumo de energia do ar condicionado, resolvemos desvendar os principais mitos e verdades sobre esse assunto, vejamos:

A instalação não interfere no consumo de energia
Mito. A instalação feita de maneira correta, indicada pelo fabricante favorece a performance operante do aparelho. Uma instalação feita de forma diferente da aconselhada pelo fabricante compromete a performance operante do mesmo, fazendo com que ele opere de forma inadequada, que por consequência, consome mais energia.
Exite um tipo de equipamento adequado para cada tipo de ambiente.
Verdade. Existem aparelhos adequados para cada tamanho de ambiente, intensidade e fluxo de pessoas.
A temperatura não interfere no consumo de energia.
Mito. Manter o ar condicionado na temperatura mínima (no arrefecimento) e máxima (no aquecimento) consome mais energia. Manter o ambiente numa temperatura entre 22ºC e 24ºC, evita gastos de energia desnecessários e é mais adequado ao corpo humano.
Condensadora em área fechada não influencia no consumo do aparelho
Mito. A unidade externa precisa ficar em um local onde haja circulação de ar, para evitar o retorno do ar insuflado.
O ar condicionado inverter é mais econômico
Verdade. Os aparelhos inverter funcionam como um inversor de frequência, pois controlam a velocidade da compressão do equipamento. O compressor nunca é desligado, evitando picos de voltagem e oscilações de temperatura.
Quanto mais potente o aparelho, mais ele consome energia
Verdade. Um aparelho com 18.000 BTU'S consome mais energia do que um aparelho de 12.000 BTU'S, por exemplo. Mas tome cuidado, pois usar um equipamento com potência menor do que o indicado para o ambiente, aumenta muito o consumo de energia dele. Por isso o dimensionamento correto é muito importante.
Para consumir menos energia o ideal é desligar se for sair do ambiente por pouco tempo e voltar a ligar quando retornar

Mito. Ligar e desligar com muita frequência, acarreta num maior consumo de energia. Se for se ausentar do ambiente por pouco tempo, até 20 minutos ou meia hora, deixe ligado para evitar os picos de consumo da liga e desliga.

Deixar a porta aberta com o ar condicionado ligado aumenta o consumo de energia
Verdade. Além de consumir mais energia, esse descuido pode comprometer a performance do aparelho. O ideal é deixar todas as portas e janelas bem fechadas.
Manter os filtros limpos evita gastos desnecessários de energia
Verdade. Filtros sujos impedem a passagem do ar, exigindo mais do aparelho, consequentemente, consome mais energia.
Aparelhos com selo Procel A são mais econômicos

Verdade. O selo Procel identifica os equipamentos mais econômicos, de acordo com a eficiência energética medida pelo CEE (Coeficiente de Eficiência Energética) e quanto maior o CEE, mais eficiente e econômico será o aparelho. A classificação é divida em A, B. C. D, e E.

O Ar Condicionado na verdade, não precisa ser o pior vilão das contas de luz, basta utilizá-lo de forma adequada, manter os filtros limpos e realizar manutenções preventivas.

Perguntas & Respostas

Como calcular a potência que deve ter o ar-condicionado em função do tamanho do cômodo, considerando uma sala ou quarto padrão?

A potência do ar-condicionado depende de vários fatores, como: área, quantidade de janelas, equipamentos eletrônicos e número de pessoas que estão no ambiente. Uma boa medida média, no entanto, é entre 600 e 800 BTU's por metro quadrado. Assim, em um cômodo de 15m² deve ser instalado um aparelho de 9 mil BTU's.

Qual o consumo médio de energia por mês de cada tipo de ar-condicionado?
O consumo é muito parecido entre os três modelos, mas o portátil consome cerca de 8% a mais que os outros. Comparando três equipamentos de 12 mil BTU's, o split e o de parede consomem 1100 watts, em média; e o portátil, por volta de 1200 watts. O gasto mensal de energia, para um aparelho com potência de 1100 watts ligado 8 horas por dia, é de cerca de R$ 80,00 (utilizando como base uma tarifa de R$ 0,03/k Wh).
É recomendável fazer manutenção preventiva no ar-condicionado? Como se faz e o que é isso?
Em residências, a manutenção básica é a limpeza do filtro, que é feita com sua retirada e lavagem em água corrente. Ele pode ser recolocado ainda umido. Durante o verão, o ideal é limpar uma vez por semana, e no inverno, a cada um mês. Outra dica é desligar o aparelho quando for varrer o cômodo, já que o pó é aspirado e pode grudar na parte interna. Em equipametos instalados há mais de 1 ano, recomendamos uma limpeza interna por um profissional.
Qual o custo de instalação do split? É o mais caro entre os 3 modelos?
A instalação do split é a mais cara porque é a mais complexa, não se pode instalá-lo sem um profissional. O ar portátil pode ser instalado pelo consumidor, já que os modelos costumam vir com uma placa para a janela, em que a tubulação para a saída do ar quente é encaixada. Instalar o modelo de parede também não tem custo se o imóvel já tiver o local pronto, com a parte elétrica e abertura, mas pode custar entre R$ 200,00 e R$ 500,00 se for preciso fazer a instalação, abertura de parede ou puxar fiação. Já a instalação do split fica entre R$ 400,00 e R$ 600,00 porque é preciso instalar a tubulação frigorígena que liga a unidade interna e a externa e fazer os testes de funcionamento.
Entre a tubulação de alumínio e a de cobre, qual é a mais indicada para a instalação do split?
A tubulação, que tem fluído refrigerante e liga unidade interna e externa, costuma ser vendida separadamente. A de cobre é a mais usada, mas também a mais cara. É a mais indicada em geral e ainda mais para locais com maresia, já que a de alumínio pode ser corroída se houver contato com outros metais ou água. A corrosão pode levar ao vazamento de fluído, que faz com que o ar-condicionado gele menos e seja preciso trocar o líquido. Além disso, o fluído de alguns modelos têm CFC, que destrói a camada de ozônio. Para consertar o vazamento, pode ser preciso quebrar a parede porque a tubulação fica embutida na parede ou no foro.
A quantidade de água gerada no ar-condicionado portátil é igual em todos os lugares?
Esse tipo de aparelho tem um reservatório interno que guarda a água condensada e que precisa ser trocada periodicamente. A quantidade produzida depende da umidade relativa do ar: em Brasília há pouca formação de áqua porque o ar é muito seco, já em cidades de praia deve se formar uma quantidade mais significativa.

PMOC - O que é a sua necessidade na manutenção do ar condicionado

Cada vez mais empresas estão procurando saber o que é PMOC e providenciar um em relação aos seus sistemas de ar condicionado.

Essa preocupação não é à toa, a falta do PMOC, bem como a não limpeza dos dutos, quando existir, pode levar às empresas a terem um considerável prejuízo com multas, licenças médicas e processos na justiça pelas pessoas que foram contaminadas pela má qualidade do ar.

Como existe muita dúvid sobre o PMOC procuramos explicar os pontos mais importantes sobre ele, a saber:
O que é PMOC?

É um Plano de Manutenção Operação e Controle, exigido pela Portaria Ministerial de nº 3.523 do Ministério da Saúde. Nele é estipulado quando as verificações e correções técnicas deverão ser executadas em cada ponto do sistema de refrigeração. É especificado também qual é o número de ocupantes de cada ambiente refrigerado, a carga térmica do equipamento e o tipo de atividade desenvolvida no local.

Na empresa só temos ar condicionado de janela, mesmo assim devo ter PMOC?

Sim, o PMOC é obrigatório. E também necessário um responsável técnico para sistemas de climatização com capacidade acima de 5 TR’S (60.000 BTU’S). Mesmo que esta capacidade seja atinjid pela soma de pequenos sistemas dentro de um mesmo ambiente.

Exemplo: Uma empresa tem 2 (dois) aparelhos de 36.000 BTU’S cada, que somados chegam a 72.000 BTU’S superior as 60.000 BTU’S limite minimo para a existência de um PMOC.

Qual é o risco que corro ao não ter um PMOC?

Ser multado por não cumprimento da Portaria de nº 3.523/MS e RE 09.

Não tenho um PMOC mas estou providenciando, posso ser multado durante esse período?

A realização do PMOC que em alguns casos dependendo do número de equipamentos de ar condicionado e da extensão dos dutos, pode demorar alguns meses, é considerado um serviço em execução. Uma fiscalização, constatando uma situação como essa, deverá fazer uma comunicação ao interessado caracterizando a situação e marcando uma ou mais inspeções posteriores, dependendo de cada caso para verificação do atendimento as exigências elencadas no PMOC.


A UNIVERSIDADE DO AR é uma empresa consolidada em Gestão, Soluções em Engenharia de Ar Condicionado e Qualidade do  Ar. Sua equipe de profissionais é composta por colaboradores com vasta experiência no setor, apta a atender as necessidades mais complexas, com inovações sofisticadas e inteligentes.

Últimas Notícias

Manutenção Preventiva

Manutenção Preventiva

Além de prolongar o ciclo de vida útil de seu apar...